Capa

Foi publicado a copilação de posts do blog (Vi)ver n_a Cidade nos formatos pdf e impresso.

SILVA, F. D. ; QUITÉRIO, J. ; ALVES, J. P. ; KISHI, K. H. S. ; LAMIM-GUEDES, V. . (Vi)ver n_a Cidade: Ocupações de Espaços Urbanos. 1. ed. São Paulo: PerSe, 2016. v. 1. 162p .

Sinopse: Ocupar a cidade com intervenções tem sido o trabalho rotineiro de muitos artistas e anônimos. No fundo, o que eles e nós queremos é viver os espaços públicos, tomar o que é nosso, ocupar as ruas, transformar os muros, germinar bueiros, compartilhar o trânsito e (por que não?) fomentar todas essas ocupações pela e na internet – labirinto de ruas virtuais -, materializado na criação deste blog, que pretende mostrar perspectivas da arte, intervenções, comunicação e até mesmo dos grandes eventos, como Carnaval e Copa do Mundo, que também são formas de ocupação, de movimentos, de vibrações, de vida. Por meio do uso de fotos, vídeos e textos, pretendemos discutir a importância da ocupação dos espaços públicos, de que forma ela tem ocorrido, suas implicações na sociedade atual, as dificuldades encontradas pelas pessoas e artistas para essa ocupação e como os movimentos sociais têm se organizado para realizá-las e incentivá-las.

Leia mais sobre a obra: Livro de ex-alunos do Labjor discute a importância da ocupação dos espaços públicos

Para fazer o download do pdf gratuitamente acesse o link e para adquirir um exemplar impresso acesse aqui.

Capturar

[Jornal da CiênciaRedPOP, Latu e Unesco acabam de publicar uma análise comparativa de políticas públicas em 14 países da América Latina destinadas a desenvolver a cultura científica dos cidadãos

A Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura do Escritório Regional de Ciência da Unesco para a América Latina e Caribe, a Rede de Popularização da Ciência e Tecnologia na América Latina e Caribe (RedPOP) e Latu acabam de publicar uma análise comparativa de políticas públicas na América Latina destinadas a desenvolver a cultura científica dos cidadãos.

A publicação “Políticas públicas e instrumentos para o desenvolvimento da cultura científica na América Latina” reúne uma análise de políticas em divulgação científica de 14 países da América Latina. O documento é dividido em duas partes: a primeira é um panorama geral da cultura científica na América Latina, e a segunda apresenta o perfil detalhado de cada país analisado.

A publicação foi realizada por Ernesto Fernández Poulcuch, chefe da sessão Política Científica e Colaborações da Unesco; Alessandro Bello, consultor do Programa de Política Científica e Fortalecimento de Capacidades, do escritório regional de Ciência da Unesco para a América Latina e do Caribe; e Luisa Massarani, diretora executiva da RedPop e pesquisadora do Museu da Vida, Casa de Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro, Brasil.

A publicação está disponível gratuitamente no site: http://bit.ly/1TuIddz

Divulgação

mmm timor47 120512

Foto:  Bandeira de Timor-Leste. Miguel Madeira, 12-maio-2012. Origem: http://www.publico.pt

 

Em 20/05/2002, O país, até então administrado pela ONU desde 1999, sob liderança do brasileiro Sergio Vieira de Mello (1948-2003), passou a ter um governo democraticamente eleito, marcando a restauração de independência em Timor-Leste.

Este blog acompanha a situação timorense desde 2011, sendo que em 2012, o autor morou no país do sudeste asiático. Desta forma, convido vocês a acessarem a categoria que reúne os posts: https://naraiz.wordpress.com/category/timor-leste/

cocc81pia-de-img_9894-300x200

Na manhã dessa sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016, aconteceu no auditório do INFORDEPE o lançamento do livro PROFESSORES SEM FRONTEIRAS: pesquisas e práticas pedagógicas em Timor-Leste. Trata-se de um livro produzido pelos cooperantes brasileiros que trabalharam no país entre 2014 e 2015. O livro conta também com capítulos de importantes acadêmicos timorenses.

O evento contou com a participação do Diretor Geral de Serviços Corporativos do Ministério da Educação, Dr. Antoninho Pires; do Embaixador do Brasil, Excelentíssimo Senhor José Amir da Costa Dornelles; do Reitor interino da UNTL, Dr. Miguel Maia; do presidente do INFORDEPE, Dr. Deolindo da Cruz; além dos autores Dr. Vicente Paulino e Dr. Antero Benedito da Silva.

Ainda nos prestigiaram com suas presenças, os vice-presidentes do INFORDEPE, Domingos de Deus Maia e Maria Filomena Lay Guterres; o Diretor Nacional do Ensino Básico, Sr. Alfredo de Araújo; o Diretor Nacional do Ensino Secundário Geral, Sr. Mateus dos Reis; a Diretora Nacional de Média Educativa, Sra. Maria Filomena Soares; do Assessor do Diretor Nacional de Ensino Recorrente, Sr. Adalfredo de Almeida; e do Diretor do Departamento de Formação de Professores da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da UNTL, Lourenço Marques da Silva.

Durante o cerimonial, houve ainda a intervenção artística do grupo HaktuirAi-knanoik deleitando a todos com belas historias em tétum e português.

Após a cerimônia de lançamento, os convidados foram presenteados com um exemplar impresso do livro, seguido de um coquetel oferecido pelo PQLP-CAPES, encerrando o ato solene.

Todos os cooperantes brasileiros que ainda se encontram em solo timorense ficaram muito felizes em, além poder contribuir com a produção do conhecimento em Timor-Leste, participar desse momento tão especial.

O livro PROFESSORES SEM FRONTEIRAS: pesquisas e práticas pedagógicas em Timor-Leste(download)

capa-livro-300x252

No dia 14 de abril de 2016, quinta-feira, ocorreu, no auditório da Universidade Nacional de Timor Lorosa’e, o lançamento do livro Práticas de oralidade: propostas para as salas de aula de Timor-Leste. O livro, elaborado pelas cooperantes do PQLP/CAPES Joice Eloi Guimarães, Cleusa Todescatto e Keu Apoema, com o apoio da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da UNTL e do Programa de Qualificação Docente e Ensino de Língua Portuguesa – PQLP, é dirigido aos/às professores/as timorenses e visa contribuir com a prática didática da língua portuguesa com foco, em especial, no desenvolvimento da oralidade, buscando fortalecer o processo de ensino-aprendizagem dessa língua em Timor-Leste.

O evento contou com a participação do Decano da Faculdade de Educação, Artes e Humanidades da UNTL, Pedro Soares, da articuladora geral do PQLP/CAPES, Profa. Dra. Raquel Scartezini, do Diretor do Departamento de Formação de Professores do Ensino Básico da UNTL e colaborador do livro, prof. Lourenço Marques da Silva e da representante das autoras do livro e professora do PQLP/CAPES, Joice Eloi Guimarães. Estavam presentes também alguns cooperantes do PQLP, os/as alunos/as das três turmas da classe de extensão da UNTL, entre outros integrantes da comunidade acadêmica.

Ao final da cerimônia de lançamento, todos os convidados foram presenteados com um exemplar impresso do livro e lhes foi oferecido um coquetel pelo PQLP/CAPES, encerrando, assim, o evento.

O livro Práticas de oralidade: propostas para as salas de aula de Timor-Leste já está disponível para download gratuito neste site.

12991115_1710488549190704_2047716439482295996_n

Download do livro “Língua, Ciência e Formação de Professores em Timor-Leste”, fruto dos trabalhos encaminhados ao II Simpósio de Educação – Língua, Ciência e Tecnologia no Timor-Leste, realizado em abril de 2015.

Link para Download: http://goo.gl/M0n4OZ

image001

Resumo:  O que é Educação Ambiental (EA)? Temos uma definição clara a única para descrever esta área da educação que, cada vez mais, tem construído um histórico de mobilização e atuação na sociedade? Neste texto relatamos uma atividade desenvolvida em um curso de pós-graduação lato sensu de formação continuada de educadores ambientais na modalidade a distância. Em um fórum de interação, os alunos desta pós-graduação foram convidados a (a) selecionar uma definição de EA que eles se identificam; e (b) em qual(is) corrente(s) da EA eles encaixam suas as ações. Os participantes, de forma geral, elegeram poucas definições de EA e consideraram todas muito semelhantes, em relação às correntes, eles classificaram suas ações em várias correntes, sobretudo na “crítica social”. Como conclusão, entendemos que a diversidade de discursos – correntes – representa a complexidade da EA em suas diversas formas de interpretar as problemáticas socioambientais e de como reagir a estas. A retroalimentação entre as diversas correntes da EA e com outros movimentos sociais apresenta-se como uma forma de ter um debate mais rico e diversificado em prol da sustentabilidade e igualdade.

Palavras-Chave: Justiça Ambiental; Sustentabilidade; Conceitos; Movimentos Sociais.

Referência: LAMIM-GUEDES, V.. Educação Ambiental: uma ou várias? Debate entres educadores ambientais mediado pela internet. Educação Ambiental em Ação, v. 55, 2016. Disponível em <http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=2305>.

Reprodução da capa da obra

Site da Unicamp 03/03/2016 – 15:57
Os olhares de quatro jornalistas e um biólogo sobre a cidade, relatados no Blog Vi(ver) n_a cidade, são apresentados, agora, no livro homônimo (impresso e e-book) que acaba de ser lançado pela editora Perse.

O blog, cujas postagens integraram a publicação, é resultado do trabalho final da disciplina Multimeios do curso de pós-graduação lato sensu em jornalismo científico do Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (LabJor) da Unicamp. A disciplina Multimeios foi ministrada no primeiro semestre de 2014 pelos professores Susana Dias e Paulo César Telles.

Descobrindo novas formas de divulgar ciência e arte, os autores Fernanda Domiciano, Janaína Quitério, Juliana Passos, Kátia Kishi e Valdir Lamim-Guedes lançaram postagens diárias sobre pichação, grafite, teatro de rua, música e intervenções em grandes eventos, como o carnaval e a copa do mundo. Usando fotos, vídeos e textos, o objetivo, segundo os autores, foi discutir a importância da ocupação dos espaços públicos e suas implicações na sociedade atual.

O linguista Alexandre Marcelo Bueno, pesquisador da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC-SP), escreve na apresentação da obra que as ruas brasileiras, “amplamente reconhecidas como um mero espaço de passagem, refletem, de alguma forma, a pobreza com o qual vivenciamos o espaço público, em oposição direta ao que observamos e experimentamos em outros países.” De acordo com ele, o livro faz parte de um “movimento de resistência a um modelo privado do espaço público”. Vi(ver) n_a cidade pode ser baixado gratuitamente no formato PDF no site da editora.

No começo do dia 29/fevereiro no Brasil, o autor norte-americano Leonardo DiCaprio ganhou o Oscar de melhor autor. Em seu discurso, surpreendeu a todos tratando de mudanças climáticas.

“Por último, só quero dizer isto: O Regresso trata da relação do homem com a natureza, uma natureza que todos sentimos em 2015 como o ano mais quente já registrado. Nossa produção precisou se deslocar ao ponto mais meridional deste planeta só para poder encontrar neve.

A mudança climática é real, está acontecendo agora mesmo. É a ameaça mais urgente que a nossa espécie precisa enfrentar. Precisamos trabalhar juntos e deixar de procrastinar. Precisamos apoiar os líderes de todo o mundo que não falam em nome das grandes corporações poluentes, mas sim de toda a humanidade, dos povos indígenas, de bilhões de pessoas desfavorecidas que serão as mais afetadas por tudo isto, das crianças e de tanta gente cujas vozes foram afogadas pela política da cobiça.

Obrigado a todos por este prêmio incrível desta noite. Não devemos encarar o planeta como algo garantido. Não encaro esta noite como algo garantido”.

Veja o discurso completo (texto)

Bookmark and Share

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 1.452 outros seguidores

Categorias

E-mail

dirguedes@yahoo.com.br

Educação, Meio Ambiente & Sustentabilidade

Mensagens recentes no Twitter

Current CO2 level in the atmosphere

População Mundial

Já somos 7 bilhões! Clique na figura e veja a população atual.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.452 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: