Resumo: O acesso à internet via celulares deve aumentar muito nos próximos anos com a popularização de dispositivos móveis celulares do tipo smartphones. Desta forma, o acesso à internet via celulares em sala de aula, que já é uma realidade, deve aumentar ainda mais. Neste texto é apresentada uma oficina realizada com alunos da Organização Não Governamental Instituto Educadores sem Fronteiras em abril de 2014. Nesta oficina os alunos usaram dispositivos móveis (celulares e notebooks) e computadores de mesa para acessar à internet e buscar imagens e dados sobre problemas ambientais, na sequência, produziram slides sobre um problema ambiental escolhido por eles, por fim, foi realizado um debate para troca de informações entre os alunos. Ao todo, 21 alunos de 4 turmas de ensino médio participaram da atividade. Em relação às temáticas abordadas nos slides, foram citadas 4 vezes pelos alunos escassez da água, poluição ao ar e lixo, foram citadas 2 vezes pelos alunos desmatamento e efeito estufa e citadas 1 vezes pelos alunos chuva ácida, poluição do solo, extinção de espécies, acidentes nucleares e mortes de peixes. A atividade foi muito bem recebida pelos alunos, que participaram com bastante interesse, somado a isto, o debate foi muito intenso e contribuiu para a formação socioambiental dos participantes. No entanto, os equipamentos eletrônicos (dispositivos móveis e projetor de slides) foram usados apenas como suporte para a realização da atividade, desta forma, o papel do professor como mediador para a construção coletiva do conhecimento foi reforçado.

Palavras-chaves: educação ambiental, celulares, TICs

Referência: LAMIM-GUEDES, V. Dispositivos móveis e a discussão de problemas ambientais em sala de aula. Educação Ambiental em Ação, v.48, 2014. Disponível em <http://www.revistaea.org/artigo.php?idartigo=1775&class=41>.

Texto Completo

Leia também: