epocasp

[Cidade para Pessoas] A revista Época São Paulo do mês de dezembro traz um especial sobre mobilidade em que questiona a construção de uma série de corredores exclusivos de ônibus em São Paulo. Nessa carta-aberta em resposta à reportagem, gostaria de tocar em quatro pontos: 1. O que é dar certo? 2. Dados imprecisos ou mal combinados levam a conclusões equivocadas 3. Mobilidade não se resolve com mobilidade 4. Mobilidade não é futebol.

Acesse o texto completo em Cidade para Pessoas

Destaco um trecho “Infelizmente, a sensação que o texto nos dá é que uma série de dados foi reunida para apoiar uma tese pré-estabelecida – a de que a ideia deu errado”.

Abaixo um esclarecimento que está circulando no Facebook.