Valdir Lamim-Guedes

Resumo: Um dos objetivos de se trabalhar com a consciência negra é mostrar o quanto o Brasil está marcado por diferenças e discriminações raciais, já que o tema do racismo quase sempre foi negado, dentro e fora do país. Neste sentido, somos todos convidados a refletir sobre a inserção do negro na sociedade brasileira, inclusive na compreensão de que os negros sofrem com a injustiça ambiental, ou seja, que estes toleram uma imposição desproporcional dos riscos ambientais, por serem populações menos dotadas de recursos financeiros, políticos e/ou de informação.

A busca por um desenvolvimento sustentável e equilibrado entre os aspectos econômicos, sociais e ecológicos passa pela busca de uma maior justiça ambiental.

Palavras chave: Injustiça Ambiental; Racismo; Riscos Ambientais; Desenvolvimento sustentável.

LAMIM-GUEDES, V. Consciência negra, justiça ambiental e sustentabilidade. Sustentabilidade em Debate. , v.3, n.2, p.223 – 238, 2012.

Acesso ao texto completo

Leia mais:

Consciência Negra, Justiça Ambiental e Sustentabilidade.

A importância da justiça ambiental frente à ‘injustiça’ da crise ambiental