Figura1

A escritora Kelly Cristiane da Silva, pesquisadora em antropologia na Universidade de Brasília (UnB), produziu a partir da independência do Timor-Leste estudo etnográfico sobre a formação do novo Estado Nacional. O resultado deste trabalho é As nações desunidas: práticas da ONU e a estruturação do Estado em Timor-Leste, que também contribui para a compreensão dos processos de globalização e de desenvolvimento na construção de um Estado Nacional em um mundo contemporâneo.

As Nações Desunidas: práticas da ONU e a estruturação do Estado em Timor-Leste (link para o carrinho de compras)
Kelly Cristiane da Silva
Área: Timor-Leste Política e Governo | Antropologia
Coleção: Humanitas
2012. 455 p. ISBN: 978-85-7041-967-5
Dimensão: 22,3 X 15,3 cm
Peso: 665 g
Preço: R$ 62,00
Este livro é um exemplo de como a antropologia pode entrar em debates mais típicos de outras disciplinas e dar uma contribuição única e altamente enriquecedora. A independência de Timor-Leste propiciou a oportunidade para a autora presenciar e estudar etnograficamente a construção de um Estado Nacional. O resultado é um trabalho de interesse não apenas para os estudiosos do Estado, mas também para aqueles que se dedicam à compreensão dos processos de globalização e de desenvolvimento com suas diferentes agências, agendas, contradições e capacidades de intervenção em realidades locais. Não tenho dúvida de que o livro será útil e indispensável para todos aqueles que desejam entender processos reais de construção de um novo Estado Nacional no mundo contemporâneo.

Conteúdo:
Prefácio
Apresentação – A construção da administração pública timorense: elenco e
cenário
Capítulo 1 – A reunião de Timor-Leste com os parceiros do desenvolvimento
Capítulo2 – A feira do livro lusófono
Capítulo3 – As nações unidas e a construção de capacidades
Capítulo4 – As nações desunidas
Capítulo5 – D?li em festa e festas em Díli
Capítulo6 – Retornados e projetos disciplinares para a função pública
Capítulo7 – Os de fora e os de dentro: novas fontes de conflito e
ressentimento
Conclusão – Paradoxos da autodeterminação: algumas perspectivas.

Obs.:

Esta autora é organizadora de um livro sobre o Timor-Leste,´também pela editora da UFMG:

Silva, K. C.; Simião, D. S. Timor-Leste por trás do palco: cooperação internacional e a dialética da formação do Estado. Belo Horizonte. Editora da UFMG.