image_thumb[8]

Capture

Este Relatório explora as ligações integrais entre a sustentabilidade ambiental e a equidade, revelando-as como sendo vitais para a expansão das liberdades humanas das pessoas da atualidade e das gerações futuras. O ponto de partida é que o notável progresso no desenvolvimento humano alcançado ao longo das últimas décadas, e documentado pelo Relatório do Desenvolvimento Humano, só pode continuar com medidas globais arrojadas para a redução dos riscos ambientais e da desigualdade. Identificamos caminhos para que as pessoas, as comunidades, os países e a comunidade internacional promovam a sustentabilidade ambiental e a equidade de formas mutuamente reforçadoras.

O diagrama da capa simboliza o modo como políticas diferentes podem ter implicações diferentes na sustentabilidade e na equidade. Sempre que estejam disponíveis, devemos preferir soluções que sejam boas para o ambiente ao mesmo tempo que promovem a equidade e o desenvolvimento humano. A busca conjunta da sustentabilidade e da equidade não obriga a que ambas se reforcem mutuamente. Em muitos casos, tal não acontecerá. Por vezes, a alternativa mais viável envolve compromissos entre sustentabilidade e equidade, exigindo uma ponderação explícita e cautelosa. Nenhum compromisso pode ser isolado das condições estruturais e institucionais de uma sociedade, pelo que devemos abordar as limitações subjacentes e identificar as sinergias positivas entre a sustentabilidade e a equidade. Este Relatório visa não só encontrar sinergias positivas, mas também identificar formas de as desenvolver.

Download – Relatório de Desenvolvimento Humano 2011. Sustentabilidade e equidade: Um futuro melhor para todos

Neste site também é possível baixar os relatórios dos anos anteriores.