Pesquisadores discutem os principais aspectos negativos da proposta de alterações na legislação em tramitação no Senado Federal.

A nova edição da ClickCiência, revista eletrônica de divulgação científica produzida pelo Laboratório Aberto de Interatividade da Universidade Federal de São Carlos (LAbI/UFSCar), traz como tema a proposta de mudanças no Código Florestal Brasileiro.

Na publicação, pesquisadores de várias universidades do País discutem os impactos ambientais, econômicos e sociais que podem se concretizar caso a proposta seja aprovada. Na seção de reportagens, são discutidos aspectos da nova proposta considerados equivocados pela comunidade científica como, por exemplo, a diminuição das Áreas de Preservação Permanente e das Reservas Legais, consideradas essenciais à manutenção de processos ecológicos fundamentais à manutenção da qualidade ambiental e, consequentemente, da qualidade de vida da população.

Os impactos da nova proposta na intensificação dos desastres naturais e das mudanças climáticas, bem como questões relacionadas à agricultura e à conservação da biodiversidade, também fazem parte dos temas abordados pela publicação.

Os aspectos políticos da discussão são abordados na reportagem “Código Florestal para quem?”, enquanto a matéria “Um Código para a Sociedade” apresenta as propostas dos pesquisadores para a construção de um Código efetivamente Florestal. Na seção de entrevistas, José Galízia Tundisi, pesquisador do Instituto Internacional de Ecologia e Membro Titular da Academia Brasileira de Ciências, fala sobre a importância das áreas naturais – protegidas pelo Código atual – na manutenção dos recursos hídricos.

A revista traz também artigos de diversos colaboradores abordando o papel da Educação Ambiental na discussão política da proposta; a relação entre ecologia e economia; e sobre as ameaças que as alterações no Código podem oferecer às aves brasileiras.

ClickCiência está disponível em www.clickciencia.ufscar.br.

(Ascom da UFSCar)

Anúncios