René Magritte - Ceci n'est pas une pipe

Ana Carolina de Oliveira Neves, Francisco Ângelo Coutinho, Rogério Parentoni Martins

Oecologia Australis. Vol. 15, No 2 (2011)

Resumo

O famoso quadro no qual René Magritte retrata a figura de um cachimbo e inscreve abaixo dela “Isso não é um cachimbo” permite-nos discutir a questão da objetividade e percepção da realidade. O que percebemos é real ou apenas uma representação da realidade? O conhecimento científico, ao qual o senso comum atribui objetividade, não seria influenciado pelo observador? Na história da epistemologia, o indutivismo, como método objetivo de apreensão do conhecimento científico, foi umas das primeiras tentativas de se instituir um suposto objetivismo na conduta do observador científico. No entanto, pesquisas e filosofias posteriores mostraram que a percepção sobre o observado depende do observador. Apesar disto, muitos ecólogos acreditam que as entidades ecológicas (populações, comunidades, ecossistemas) sejam entidades reais, objetivas e sua existência independa do observador. Reducionistas, ‘fatiam’ a natureza para adequá-la a seus métodos de estudos e para isso criam características que supostamente delimitariam e caracterizariam a sua ‘fatia’ de preferência. Esse é o caso dos conceitos de ecossistema e comunidades que aqui serão discutidos, a fim de mostrar como as características que os definiriam são arbitrárias e inadequadas para caracterizá-los como unidades de organização em Ecologia.

Texto Completo: PDF

Anúncios