No site Folha.com, foi publicada uma interessante reportagem sobre “Recentes escavações que permitiram desenterrar e começar a pesquisar no Uruguai restos ósseos de animais com 29 mil anos de idade poderiam jogar por terra a teoria de que o povoamento da América aconteceu através do estreito de Bering há cerca de 12 mil anos.” que recomendo a leitura aqui.

Gostaria apenas de registrar uma pequena observação sobre a reportagem afim de ser exato cientificamente e justo com muito outros pesquisadores, inclusive, vários brasileiros. Envei estes comentários para o site Folha.com:

Não é exatamente um erro que quero informar. Mas pela reportagem parece que ninguém no cone sul encontrou evidências de que o povoamento da América do Sul tenha ocorrido antes de 12 mil anos atrás, como prevê a Hipotese sobre o estreito de Bering. defendida por grupo norteamericanos.

Niède Guidon, (link1, link2) arqueológca paulista, tem estudado pinturas rupestres no Piauí a anos, e provado que a provação da América do Sul é muito mais antiga que 12 mil anos. Seus estudos não tem muito destaque internacional por dois motivos, a ciência dos países fora do eixo EUA-Europa-Japão e por discordar da hipotese do estreito de Bering, defendida por grupos norteamenricanos, que fazem parte deste eixo.

Acho que seria interessante compeltr a reportagem com informações sobre as evidências que vão contra a hipotese do estreito de Bering, tanto por uam questão de metodologia cientifica, de construção do conhecimento cientifica a partie de dados obtidos nas pesquisas e reconhecer o trabalho de outros cientistas.

Anúncios