sacoeumsacoppp O processo de mudança de comportamento para uma vida mais sustentável ambientalmente tem algumas fases. Na minha opinião, o ativismo ambiental tem 4 fases. A 1ª. Alfabetização: na qual a pessoa passa a conhecer os problemas ambientais. 2ª. a pessoa, já conhecendo estes problemas, passa a mudar seus comportamentos individuais, buscando impactar menos o meio ambiente. 3ª. a pessoa passa a influenciar seus familiares, vizinhos e colegas de trabalho. E, por fim, na 4ª. fase a pessoa pode ser chamada de “Cidadão Terráqueo”, passando a influenciar os políticos e outras autoridades de seu País e passa a integrar campanhas internacionais em prol do planeta.

A Campanha Global de Ações pelo Clima, divulgada como Tic Tac Tic Tac, pertence a 4ª. fase do ativismo ambiental. Relacionada com a 1ª e 2ª fases estão as campanhas: xixi no banhosegunda-feira sem carne, Dia Mundial Sem Carro (22/setembro) e a “Saco é um saco” (veja a seguir).

O Ministério do Meio Ambiente Lançou em junho a campanha nacional “Saco é um saco”, que visa conscientizar o consumidor sobre os impactos ambientais causados pelo uso excessivo e descarte inadequado dos sacos plásticos. No embalo desta campanha o MMA lança o Dia do Consumidor Consciente – 15 de outubro – e propõe um desafio: um dia sem sacola plástica.

“Saco é um saco. Pra cidade, pro Planeta, pro Futuro e pra Você”. Recuse, reduza, reutilize! Continue lendo.

Ministério do Meio Ambiente Lança Campanha “Saco é um Saco”

Foto3 O Ministério do Meio Ambiente lançou em junho a campanha nacional “Saco é um saco”, que visa conscientizar o consumidor sobre os impactos ambientais causados pelo uso excessivo e descarte inadequado dos sacos plásticos.

No Brasil, o problema das sacolinhas plásticas é da ordem de bilhões. Estimativas da Associação Brasileira de Supermercados (ABRAS) contabilizam cerca 12 bilhões de sacolas plásticas consumidas por ano no país. No mundo, são entre 500 bilhões e 1 trilhão de sacolas plásticas distribuídas anualmente. Uma sacolinha pode parecer inofensiva, mas o impacto ambiental coletivo desses bilhões de sacolinhas é enorme.

Com o lema “Saco é um saco. Pra cidade, pro planeta, pro futuro e pra você”,  a campanha quer mostrar ao consumidor que com pequenas atitudes como recusar uma sacolinha plástica na hora de comprar um pequeno item, utilizar uma sacola retornável para as compras no supermercado ou exigir do varejista uma sacolinha mais resistente, ele pode estar contribuindo para a preservação do meio ambiente e construção de uma sociedade sustentável.

No blog da campanha – www.mma.gov.br/sacolasplasticas – o internauta poderá deixar sua opinião e tirar dúvidas, além de encontrar o material da campanha e dicas de como reduzir o consumo de sacolas plásticas.

Já são parceiros dessa iniciativa a rede varejista Wal-Mart, o Grupo Cultural AfroReggae, o Instituto Akatu e a Revista Eco 21. A campanha terá um Selo de Adesão para empresas e instituições interessadas em serem parceiros da campanha e que se comprometerão a implementar ações que ajudem o consumidor a adotar este novo hábito.

A campanha quer alertar a população sobre a importância de se reduzir o consumo de sacolas plásticas, utilizando alternativas para o transporte das compras e acondicionamento de lixo, e recusando sacos e sacolinhas sempre que possível.  Apostamos no poder de decisão do consumidor como ação transformadora de hábitos e atitudes.

Para maiores informações sobre a campanha e formas de aderir e divulgar, entre em contato com a equipe de Consumo Sustentável do Ministério do Meio Ambiente: Fernanda Daltro (fernanda.daltro@mma.gov.br)

MMA propõe desafio de um dia sem sacola plástica

No embalo da campanha – Saco é um Saco -, o Ministério do Meio Ambiente (MMA) lança o Dia do Consumidor Consciente – 15 de outubro – e propõe um desafio: – Um dia sem sacola plástica. A exemplo do que aconteceu no Dia Sem Carro, a ideia da ação é despertar a consciência ambiental nos consumidores e incentivá-los a recusar as sacolas plásticas em suas compras nesta data, adotando uma sacola retornável ou outra alternativa.

Em 2008, a Consumers International (CI) promoveu uma mobilização mundial nesta mesma data para marcar a importância da educação para o consumo sustentável. O movimento Global Consumer Action Day contou com a adesão de mais de 40 instituições membros da CI e outros grupos de consumidores em 33 países, contribuindo para o Processo de Marrakech, do qual o Brasil faz parte desde 2007 representado pelo Ministério do Meio Ambiente.

O desafio do Dia Sem Sacola Plástica foi aceito pela rede de supermercados Carrefour — a mais nova parceria da campanha Saco é um Saco — começando pelo Rio de Janeiro, onde lojas estarão preparadas para estimular as donas-de-casa e demais clientes a recusar sacolas plásticas na boca do caixa.

A comemoração ainda será marcada pelo lançamento da estratégia de internet da campanha Saco é um Saco, com a apresentação do hotsite http://www.sacoeumsaco.com.br e das ações articuladas nas redes sociais, como Orkut, Twitter, Facebook e Youtube. O objetivo é reforçar a comunicação do tema com a sociedade e difundir a campanha entre formadores de opinião e internautas em geral.

Na oportunidade, também será anunciado o concurso de vídeos caseiros do Instituto Akatu: Saco de ideias, projeto apoiado pelo MMA. Em vídeos de um minuto, os concorrentes deverão responder à pergunta “O que você faz para reduzir seu consumo de sacolas plásticas?”. O prêmio do concurso será anunciado no evento.

Participe – Apesar de prática, quando aceitamos uma sacola na locadora, na farmácia ou na padaria, não temos noção que anualmente 500 bilhões delas são descartadas inadequadamente no meio ambiente mundial, entupindo bueiros, causando enchentes, poluindo mares e matando tartarugas.

No Brasil, estima-se que 1,5 milhão de sacolas plásticas são consumidas a cada hora. Com uma conta rápida chegamos aos 36 milhões em 24 horas. Imagine quantos recursos naturais podem  ser poupados em um único dia de consumo consciente.

Participe desse desafio e ajude a diminuir o impacto ambiental causado pelas sacolinhas.  No dia 15 de outubro, adote um novo hábito de vida, contribua para diminuir esses números e se torne mais um consumidor consciente capaz de transformar a vida no Planeta.  “Saco é um saco. Pra cidade, pro Planeta, pro Futuro e pra Você”. Recuse, reduza, reutilize!

(Fonte: MMA)

Anúncios