Capturar1

Confira os trabalhos do Simpósio Políticas Públicas de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis, relembre e conheça o que foi combinado na atividade de Café ComPartilha no evento realizado em abril/2014 – http://www.youblisher.com/p/945514-Anais-do-Simposio-PPEA-2014

A publicação reúne mais de cinquenta experiências, de diferentes atores sociais que, direta ou indiretamente, possuem vínculo com a Educação Ambiental. Estas pessoas foram entrevistadas ao longo dos 12 anos da revista virtual Educação Ambiental em Ação (2002 – 2014).

Para download, clique neste link: http://www.apoema.com.br/EntrevistasRevistaEAemacaoFinal.pdf


SATO, Michèle; GOMES, Giselly; SILVA, Regina (Orgs.). Escola, comunidade e educação ambiental: reinventando sonhos, construindo esperanças. Cuiabá: Secretaria de Estado de Educação de Mato Grosso (SEDUC-MT), 2013, 356p. [ISBN 9788586422386].

Download

Postado originalmente em Vi(ver) n_a Cidade:

Por Valdir Lamim-Guedes

Um muro parece silencioso, mas tem sua voz: muros, mas não mudos.

Esta contradição é quebrada quando passamos a ver a cidade… Estas são formas de ocupação dos espaços urbanos, porque ocupar uma cidade está além de morar nela, mas viver a vida em sociedade dentro desta “grande obra de arte dinâmica que é a cidade” (frase do documentário Entre Rios).

Ver original 103 mais palavras

Postado originalmente em Vi(ver) n_a Cidade:

Por Valdir Lamim-Guedes

A reabertura do Cine Belas Artes em São Paulo, agora como Caixa Belas Artes, é uma vitória para o movimento social em defesa de espaços “menos comerciais” relacionados à cultura que buscou conservar este espaço.

Ver original 366 mais palavras

Capturar

Vellozia compacta (Velloziaceae), prancha da obra Flora Brasilensis editada por Martius e colaboradores.

Explorar lugares novos não é uma atividade humana recente, mas foi intensificada, ao longo do tempo, com as facilidades de transporte. Sobretudo com a construção de embarcações mais resistentes, que suportaram as viagens através do Mar Ocidental, puderam-se realizar as travessias intercontinentais para os descobrimentos do fim do século XV. Dali até o século XIX, o relato escrito e oral, descrevendo os locais visitados, foi a principal forma de transmissão das experiências vividas. Tais relatos viabilizaram a constituição de um rico acervo de registros de descobertas e das relações dos viajantes com as populações, fauna e flora dos locais onde chegavam.

Leia o texto completo

Reportagem integrante do Dossiê Narrativas de ciências da Revista ComCiência No. 160 – 10/07/2014

 

DSC01048

A Avenida Paulista, coração cultural e econômico da cidade de São Paulo, é famosa por sua vida agitada, lojas, escritórios e prédios famosos, como o MASP, FIESP e o Conjunto Nacional. No entanto, há aspectos menos abordados quando se trata desta avenida.

O portal americano Huffington Post publicou em abril passado uma lista com as 26 melhores cidades para ver arte de rua (street art). Segundo Katherine Brooks, responsável pela listagem, “O que antes era um ato clandestino de vandalismo artístico é agora, mais frequentemente, uma forma célebre da arte pública, aparecendo em grandes metrópoles em todo o mundo”.

Continuar lendo no Blog Viver na Cidade.

Bookmark and Share

Clique para assinar este blog e receber notificações de novos artigos por email

Junte-se a 1.101 outros seguidores

Categorias

E-mail

dirguedes@yahoo.com.br

Mensagens recentes no Twitter

Erro: o Twitter não respondeu. Por favor, aguarde alguns minutos e atualize esta página.

Current CO2 level in the atmosphere

População Mundial

Já somos 7 bilhões! Clique na figura e veja a população atual.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 1.101 outros seguidores

%d blogueiros gostam disto: